terça-feira, 24 de agosto de 2010

Fichado: Homem Borracha

O fichado de hoje é com meu herói preferido, o Homem-Borracha:

Homem-Borracha


Dados
Nome: Patrick O’Brian
Apelido: Eel O’Brian
Outros nomes conhecidos:
Ralph Johns
Parentes conhecidos: Luke McDunnagh/ Ernie O’Brian (filho), "Angel" McDunnagh (amante)
Peso: 81 KG
Olhos: Azuis
Cabelo: Preto
Fraquezas: Temperaturas altas, calor extremo
Criadores: Jack Cole
Primeira Aparição:Police Comics # 1
(agosto de 1941)


Biografia


O jovem delinqüente, PatrickO’Brian, mais conhecido pelo apelido de Eel O’Brian, vivia na marginalidade, convivendo com terríveis criminosos do submundo. Em uma de suas ações criminosas, Eel ao tentar fugir foi atingido por um tiro desferido por um policial e acidentalmente foi atingido por um um estranho ácido experimental, até então desconhecido, que se encontrava em um tonel. Patrick foi abandonado à própria sorte pelos seus companheiros de gangue, mas ainda assim conseguiu escapar.

Eel acabou parando em monastério remoto, onde ao acordar descobriu que o ácido entrou em seu sangue e lhe deu a capacidade de se esticar e criar formas inusitadas com seu corpo.

Sob a orientação espiritual dos monges, O’Brian assumiu uma nova personalidade e decidiu abandonar sua vida criminosa para passar a dedicar seus poderes a serviço da lei e da justiça, na identidade de Homem-Borracha.

Eel, logo adquiriu um sidekick, Woozy Winks, um ajudante gordinho trapalhão, mas aparentemente indestrutível.

Borracha ajudou os demais heróis do universo durante o ataque do Antimonitor, que ficou conhecido como Crise nas Infinitas Terras.

A maioria da sua vida passada é desconhecida, porém sabe-se que em determinado momento de sua vida, Eel teve um caso com "Angel" McDunnagh, com quem teve um filho, Luke McDunnagh/ Ernie O’Brian.

Patrick estranhamente se tornou um bom amigo de Batman e se tornou um membro ocasional da Liga da Justiça, quando indicado por Batman, que acreditava que ele era mais versátil que o Homem-Elástico e via potencial em Eel.

Foi durante seu tempo na LJA que ele revelou a Batman que tinha um filho. Eel queria a ajuda de Batman para "assustar" Luke, que estava usando seus poderes numa gangue. Felizmente, Batman conveceu Luke a sair da gangue, porém Eel não quis falar com seu filho porque ficou medo da reação dele diante do pai que o abandonou.

Em uma missão com a Liga, Patrick voltou 3.000 anos no passado, para ser mais exato na antiga Atlântida. Durante a luta com os seguidores da bruxa Gamemnae ele foi rasgado em vários átomos. A Liga da Justiça quando voltou ao presente, por um momento o considerou morto, mas durante um intervalo de tempo, Eel juntou todos os seus "pedacinhos" átomo por átomo, o que levou 3.000 anos. Batman, com a ajuda de Nuclear, o encontrou e o ajudou a se "juntar".

Traumatizado, ele decidiu abandonar a LJA e sua carreira super-heróica, para tal ele "bloqueou" de sua mente a identidade de Homem-Borracha e tornou-se Ralph Jones, um homem pacato e emocinal, com isso ele voltou para sua família em Chicago, para passar mais tempo com seu filho.

Quando o Caçador de Marte se tornou o demônio marciano conhecido como Fernus e tentou destruir o mundo sem que nem mesmo a Liga conseguisse o derrotar, Batman decidiu recrutar o Homem-Borracha, o único que poderia resistir aos poderes telepáticos de Fernus, porém acabou falhando...porém quando seu filho mostrou seus poderes e lhe contou uma piada, Eel voltou a ser o Homem-Borracha e foi lutar contra Fernus, onde foi fundamental para a derrota de Fernus.Após o fim da batalha, Eel decidiu voltar a ser o Homem-Borracha e jurou sempre arrumar um tempo pra passar um tempo com sua família.Eel ajudou os heróis durante Crise de Identidade, Crise Infinita e na Terceira Guerra Mundial, onde foi crucial na luta decisiva contra o Adão Negro.

Durante o "ano perdido", o filho de Eel assumiu a identidade heróica de Látex e não só fez parte dos Novos Titãs como presenciou seu pai ser seduzido por Eclipso, que passou a cometer crimes. Antes de voltar a cometer os delitos, o herói procurou seu filho para saber se ele havia sido um bom pai. Ernie foi sincero ao dizer que ele não foi um pai presente e, então, brigaram.

Em seguida, Ernie ajudou Batman a tentar conter seu pai, em uma das ações criminosas em Gotham. Decepcionado, Ernie demonstrou toda sua revolta contra seu pai. Entretanto, assim que o Homem-Borracha foi libertado da influência de Eclipso por Bruce Gordon, os dois acabaram fazendo as pazes.

Quando a LJA passou por um período de Crise após a morte de Batman
em Crise Final, a ida de Superman a Novo Krypton, e o desligamento de Canário Negro e outros membros, Víxen decidiu continuar a equipe e procurou convocar novos membros, sem sucesso. Quando um jogo entre Amos Fortuna e Roleta envolvendo a Gangue Royal Flush, fez Homem-Borracha procurar Víxen para voltar a Liga.

O heróis acabou sendo questionado sobre sua eficácia pela Doutora Luz (Kimiyo Hoshi), os dois acabaram discuntido, sendo separados por Vixen. Mais tarde, após a derrota da Gangue Royal Flush, Doutora Luz percebeu que Homem-Borracha é alguém importante para a LJA e os dois acabam fazendo as pazes.

Quando a Liga formada por Oliver e Hal enfrentava Prometeus, Eel acabou tendo um confronto com o vilão, que danificou seu corpo elástico. O ataque fez com que o corpo do herói não funcionasse de maneira correta.Víxen acabou se reunindo na velha caverna de Happy Harbor com o Homem-Borracha, Dra. Luz e Tornado Vermelho no objetivo de querer reunir a Liga com todas as forças que restaram, mesmo com os últimos acontecimentos do Universo DC.

Durante a Noite Mais Densa, Borracha teve seu coração arrancado pelo Lanterna Negro Vibro, aparentemente matando-o. No entanto, devido aos seus poderes, ele foi capaz de sobreviver ao ataque, embora gravemente ferido.

Homem-Borracha foi visto recentemente ajudando uma grande coalizão de heróis em uma missão fracassada de rastrear Maxwell Lord.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Maniacos por DC Comics, poste aqui sua opnião!