quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Especial Morte e o Retorno do Superman - A Batalha

Começamos aqui um especial que ira tratar sobre a morte e o retorno do Superman


Por Quê matar o Superman?

As revistas do Superman(e todas do Universo DC), andavam com baixas quedas, com a Image vendendo suas hqs como pastel em feira, foi então que a equipe criativa do herói teve uma solução chocante para alavancar as vendas: matar o Azulão(apelido do Superman)

Foi assim que se deu a Morte do Superman um arco de historias que serviu como catalisador para o evento crossover da DC Comics de 1993. O arco de histórias completo é chamado de A Morte e o Retorno do Superman.

A premissa era tão simples quanto o título: Superman entra em batalha com um aparentemente imbatível mostro chamado Apocalypse nas ruas de Metrópolis. Como desfecho da batalha, ambos combatentes morrem.

A reação mundial da morte do Superman foi descrevida em Funeral para um amigo, enquanto em O Retorno mostrava o surgimento de quatro indivíduos clamando-se como o "novo" Superman, e o eventual retorno do Superman original.

A história, planejada pelo editor Mike Carlin e a equipe criativa de Superman de Dan Jurgens, Roger Stern, Louise Simonson, Jerry Ordway e Karl Kesel, atingiu enorme sucesso: os títulos do Superman ganharam exposição internacional, alcançando o topo das vendas de quadrinhos. O evento foi amplamento coberto pela mídia jornalística americana e mundial(deu até no Jornal Nacional e no Fantástico. Rumores dizem que a morte do herói foi anunciada até na Coréia do Norte), ou seja a missão de levantar as vendas do homem de aço foi um sucesso, porém com isso surgiu dois problemas:

1º-Para levantar as vendas de todo Universo DC, os editores e roteristas começaram a seguir o caminho das tragedias com os heróis, por exemplo:Batman tendo sua espinha quebrada, Lanterna Verde ficando louco e sr tornando vilão, etc.

2º-Como todos sabiam, Superman voltaria, mas como? A equipe criativa se desbrou para fazer isso e felizmente tiveram sucesso.

Bom agora chega de papo, vamos ver como foi a história:

A Trama
A Batalha Mortal
A morte do Homem de Aço começou com um prelúdio de sete páginas publicado originalmente em Man of Steel 18. Com textos de Louise Simonson e arte de Jon Bogdanove e Dennis Janke, tratou de mostrar uma criatura misteriosa que escapa de uma prisão debaixo da terra e, sem mais nem menos, começa a destruir tudo o que encontra em seu caminho. Na última página, Óberon, o anão companheiro de Senhor Milagre e ajudante de Maxwell Lord, recebe um pedido de ajuda e manda a Liga da Justiça da epoca para o local.

Assim sendo, a morte do Superman começa mesmo a se desenvolver em Justice League of America 69, com textos e lápis de Dan Jurgens e nanquim de Burchett. "Saldos da derrota" é o nome da história que, basicamente, mostra a Liga da Justiça, na época formada por Besouro Azul, Gladiador Dourado, Fogo, Gelo, Máxima e Bloodwynd, confrontando o vilão e tomando uma tremenda surra. Até então, o monstro não tinha nome.
O Superman só aparece na última página, praticamente trombando no Gladiador Dourado, que voava sem controle depois de tomar um belo murro do monstro. Nesse momento, o Gladiador batiza o assassino do Superman de Apocalypse. Como saldos negativos da batalha tivemos o Besouro Azul entrando em coma.

O esforço da Liga para deter Apocalypse, agora com o reforço do Superman, continuou em "Contagem regressiva para o Apocalypse" , originalmente publicada em Superman 74, novamente com textos e lápis de Jurgens e arte-final de Breeding. Nem a força conjunta dos membros mais poderosos da LJA, acrescidos do Super e juntando seus poderes em uma só rajada, não conseguem deter o vilão que, não só massacra a Liga e faz Fogo perder todos os seus poderes, bota a cara de Guy no concreto, destrói a casa de uma familia, destrói o uniforme do Gladiador Dourado,que lhe poderes, deixa Máxima histérica e quebra o braço de Gelo, a única que foge com apenas pequenos cortes é Bloodwynd (personagem obscuro que nessa epóca era o Caçador de Marte disfarçado). Já Apocalypse consegue fugir no final, sendo perseguido pelo Superman.

A perseguição continua em "Sob fogo cerrado", publicada originalmente em Adventures of Superman 497. A equipe de criação composta pelo roteirista Jerry Ordway, o desenhista Tom Grummett e o arte-finalista Doug Hazlewood mostram o Superman desistindo temporariamente de ir ao encalço do monstro para ajudar seus amigos feridos e, logo depois, retomando a caçada. Basicamente, de novo, são 22 páginas de pancadaria, onde Apocalypse continua espalhando destruição. Nem mesmo o esforço de Máxima e do Super conseguem deter o avanço do monstro.Nesta história o monstro vê uma propaganda na TV anunciando que o maior evento da Luta Livre do século ocorreria naquela cidade, que ele acabou em sua mente mediocre, associando a sua luta com o Superman (não me perguntem como um monstrengo bizarro e burro conseguiu isso!)
"... Apocalypse" está chegando, publicada originalmente em Action Comics 684, teve textos de Roger Stern, e ilustração da dupla Jackson Guice e Rodier. Apocalypse e o Superman, agora com o auxílio do Guardião, continuam a se degladear, enquanto o monstrão vai rumando para o leste.

A batalha chega aos laboratórios Cadmus, de onde Apocalypse, depois de nocautear tanto o Guardião quanto o Super, decide seguir para Metrópolis. No penúltimo capítulo da saga, onde temos pancadaria praticamente ininterrupta e sem sentido. Superman, agora auxiliado pela Supermoça - a Matriz do universo compacto, que foi apagada recentemente em Crise Infinita e ninguém até hoje resolveu explicar sua participação na Morte do Superman- a Unidade de Crimes Especiais e o professor Hamilton combinam forças para tentar parar Apocalypse. Claro, todos falham.

Finalmente, o round final é disputado na histórica Superman 75. A história "Apocalypse" foi produzida por Jurgens e Breeding e mostra o final do conflito entre o maior dos heróis e seu algoz. Depois de mais de 100 páginas tomando bordoada a torto e a direito, o Supeman finalmente descobre uma maneira de ferir Apocalypse e usa suas últimas forças para nocautear o bichão quebrando seus ossos expostos. No fim, surrado, o Super e um Apocalypse cansado de tanto bater, lutam ferozmente em uma Metrópolis arrasada e na frente do Planeta Diário, que teve a vidraça quebrada pelos socos trocados pelos gladiadores, onde Superman depois de impedir de Lois e Jimmy sejam massacrados, voa em direção do monstro e, os dois totalmente exauridos e sem forças, trocam um soco que acaba os matando. Assim Superman parte dessa pra uma melhor, soltando seu último suspiro nos braços de sua amada Lois Lane.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Maniacos por DC Comics, poste aqui sua opnião!