terça-feira, 12 de julho de 2011

Os Macacos e a DC Comics - Parte I

Quando a DC Comics publicou Strange Adventures #8, iniciou-se uma verdadeira Era dos Gorilas nos Quadrinhos. Os editores da DC Comics começaram a perceber que os quadrinhos com gorilas na capa pareciam vender melhor do que os outros. Na verdade, os editores começaram a fazer tantas capas com gorilas que seu chefe Irwin Donenfeld supostamente interveio e declarou que apenas uma capa gorila por mês poderia aparecer na sua linha de quadrinhos. No entanto, mesmo com as limitações de Donenfeld, gorilas e outros primatas continuaram aparecendo na DC Comics ao longo das décadas de 1950, 60 e 70 e muito além.

O Fenômeno

A oitava edição de Strange Adventures acabou alcançando um certo tipo status de cult. A capa mostrava um gorila em um zoológico segurando uma placa que dizia: "Por favor, acredite em mim! Eu sou a vítima de uma terrível experiência científica!" Esta "incrível história de um macaco com um cérebro humano" teve vendas altíssimas, e Julius Schwartz, editor da DC na época, certa vez, lembrou que:

Irwin Donenfeld me chamou e disse que deveríamos tentar de novo. Finalmente, todos os editores queriam usar capas de gorilas, e ele disse que não mais de uma num mês”.

Em uma entrevista ao The Journal Comics # 214, o artista das Eras de Ouro e de Prata, Sheldon Moldoff, quando questionado sobre os títulos da DC de ficção científica, disse:

Foi uma questão de tentar encontrar algo que vendesse, e se uma edição com um certo tipo de história saiu e começou a vender absurdamente bem, logo em seguida eles (editores) seguem esse mesmo tipo de história. Isto não necessariamente seguia o caminho que eles estavam indo para vender Agora, eu sei que Jack Schiff, quando ele era o editor de Batman, conseguiu vendas muito boas quando ele descobriu que um gorila na capa vendia. Com isso, você poderia ter a maldita certeza que em uma edição ou duas você iria ter outra história sobre gorilas”.
Enquanto alguns acreditam que a história de Julius Schwartz sobre "um gorila por mês" e a regra de que "gorila = vendas" podem ter sido lendas urbanas, não há dúvida de que podemos encontrar um monte de gorilas nas capas de gibis, principalmente da DC, publicados naquela época.

Mesmo na década de setenta, possivelmente por causa da popularidade do filme Planeta dos Macacos, macacos continuavam a aparecer nas capas de diversas, mesmo que fossem capas de revistas como Tarzan, em vez de Superboy. Mas, como ainda vemos, mesmo quadrinhos mais recentes, não tem sido capazes de ignorar o chamado do gorila.

Confira a seguir os macacos que invadiram os gibis da DC Comics no decorrer das décadas até os dias atuais:

Santa macaquice, Batman!

Mogo, o Bat-Macaco
Primeira Aparição: Batman #114 (1958)

Poderes e Habilidades: Super inteligência e grandes habilidades circenses.

História: Mogo era um gorila de circo treinado e inteligente. Com o seu treinador Arthur Harris e seu treinador-assistente Ralph Rodor, Mogo se apresentava em shows de circos. Na reunião anual do Circo da Caridade de Gotham, Batman e Robin conheceram Mogo pela primeira vez. Durante sua atuação, Mogo, começa um alvoroço por algum motivo. Harris foi capaz de acalmá-lo, mas não antes de ladrões mascarados roubarem o arrecadado para o show. Nisso, Harris acabou sendo preso por ser suspeito de facilitar o roubo usando Mogo.

Batman e Robin então começam a investigar o caso descobrindo que alguém tinha manipulado um fio na plataforma em que estava Mogo, o que causou um choque elétrico, fazendo o gorila ir a loucura. Depois, de falarem o que descobriam a Rodor, a dupla dinâmica diz para Rodor colocar Mogo em uma grande jaula. Entretanto, depois disso, Mogo fugiu e seguiu a dupla até a Batcaverna.
, Mogo colocou uma das capas de Batman para imitar seu novo amigo, para grande desgosto de Alfred. Em seguida, Batman, Robin e seu novo parceiro Mogo seguiram Rodor até um armazém, onde ele estava se encontrando com os irmãos Vanner para dividir o lucro do assalto ao circo. Embora eles conseguissem fugir, Mogo foi capaz de prendê-los, seguindo seus perfumes. Com a ajuda de Mogo, Batman capturou os verdadeiros bandidos, limpando o nome e libertando Harris. Por fim, Harris, como retribuição, leva Mogo de volta ao seu lar na África para libertá-lo.

Supermacacos

Kingorilla

Primeira Aparição: Adventure Comics #196 (1954)

Poderes e Habilidades: Grande estatura e superforça

Quando os pais de Lana Lang foram capturados por nativos da selva, Clark Kent e Lana os salvaram de serem sacrificados para Kingorilla, um macaco gigante adorado pelos nativos. Depois que ele perseguiu Kingorilla como Superboy, Clark ajudou os nativos a substituir os diamantes roubados de seu ídolo.

Bongo

Primeira Aparição: Superboy #38 (1955)

Poderes e Habilidades: Chimpanzé treinado arduamente pela TV

História: O chimpanzé da televisão chamado Bongo foi seqüestrado por criminosos e treinado por este para ajudar em seus roubos. No entanto, em vez de seguir as suas instruções, Bongo sempre encontrou uma forma de alertar Superboy sobre os roubos. No fim, tudo acabou bem.

Chandu

Primeira Aparição: Adventure Comics #219 (1955)

Poderes e Habilidades: Visão de raio-x capaz de derreter ferro e causar incêndios.

História: Quando um ex-presidiário percebeu que um gorila capturado chamado Chandu possuía visão raio-x, ele e sua gangue roubou a o animal e passaram a usar os raios-x dele para derreter paredes de banco e iniciar incêndios. Os raios também podiam enfraquecer Superboy, que revelou que o poder Chandu pode ter vindo de uma água contaminada por Kryptonita. Pouco depois, Superboy derrotou os criminosos e Chandu, já que a visão de raio-x desapareceu como os efeitos da água-K foram desgastados.

Super-Ape

Primeira Aparição: Action Comics #218 (1956)

Poderes e Habilidades: Os mesmos poderes de um Kryptoniano quando banhado pelos raios de um Sol amarelo. E a habilidade de poder falar.

História: Acreditando nos avisos de Jor-El sobre a destruição iminente de Krypton, o cientista Kryptoniano Shir-Kan disparou vários de seus macacos para o espaço para salvá-los da explosão. Um dos macacos chegou à Terra e foi criado por macacos normais. Ganhando superpoderes e a capacidade de falar, Super-Ape acabou por se encontrar com Superman e o ajudou a trazer caçadores ilegais à justiça. Ao descobrir a história de Super-Ape, Superman rastreou os macacos Kryptonianos restantes e reuniu-os com Super-Ape.

Rei Krypton

Primeira Aparição: Action Comics #238 (1958)

Poderes e Habilidades: Possui os mesmos poderes de um Kryptoniano quando banhado pelos raios de um Sol amarelo. E a habilidade de poder falar.

História: Convocados para ir a África por Jimmy Olsen, Superman aprendeu sobre um gorila super-poderoso que o jovem repórter tinha apelidado de Rei Krypton. Enfraquecido pela Kryptonita das pontas de lanças de uma tribo local, tanto Superman e Rei Krypton foram capturados e forçados a lutar entre si. Ao sacrificar sua vida para salvar Superman, Rei Krypton assumiu repentinamente a forma humana. Pouco antes de morrer de envenenamento por Kryptonita, o ex-gorila explicou que tinha sido realmente um cientista Kryptoniano desconcentrado que tinha sido lançado para o espaço por um raio de cura cósmico.

Beppo, o Supermacaco

Primeira Aparição: Superboy #76 (1959)

Poderes e Habilidades: Possui os mesmos poderes de um Kryptoniano quando banhado pelos raios de um Sol amarelo. E a habilidade de poder falar.

História: Beppo, assim como Krypto, foi usado por Jor-El como cobaia para observar como seria a vida do jovem Kal-El no espaço. O macaco kryptoniano foi lançado em direção à Terra em caráter experimental. Ao chegar na Terra, assim como todos os Kryptonianos e Daxamitas, ganhou poderes, graças ao Sol amarelo. Quando chegou em nosso planeta, viveu meses em uma floresta, até que um dia ,usando seus poderes achou o pequeno Kal-El (Clark Kent) em Smallville. Chegando na pequena cidade, Beppo causou muitos estragos por ser um macaquinho travesso e poderoso. Beppo, então, foi adotado pelos Kents. Porém, Beppo, muito curioso, certa vez achou fogos de artifício que acabaram, acidentalmente, explodindo, o que o assustou, fazendo com que rumasse para o espaço.Anos depois, Supergirl o achou e o apresentou a Krypto e os outros Superanimais. Dessa maneira, tornou-se membro da Legião dos Superanimais, até que foi apagado da cronologia graças a Crise nas Infinitas Terras. A partir disso, nunca mais foi reintroduzido na continuidade, mas recebeu várias homenagens, como na vez em que Coringa transformou a Superfamília nos Superanimais, e com isso Superboy (Conner Kent) virou Beppo.Beppo, recentemente, apareceu em Tiny Titans, DC Super Friends e DC Super Pets.

Super (boy) Macaco

Primeira Aparição: Superboy #143 (1967)

Poderes e Habilidades: Os mesmo de Superboy

História:Quando uma Kryptonina Vermelha transformou Superboy em um macaco, um "efeito retardado secundário" o transformou em um macaco gigante. Depois de espionar o Superboy sendo transformado a partir de sua casa Africana, Beppo voou para Smallville, onde ele foi prontamente transformado pelo mesmo pedaço de Kryptonita vermelha em em uma cópia de Clark Kent! Depois de um breve conflito, os dois Kryptonianos foram revertidos para suas formas adequadas.

Yango

Primeira Aparição: Superboy #172 (1971)

Poderes e Habilidades: Possui os mesmos poderes de um Kryptoniano quando banhado pelos raios de um Sol amarelo. E a habilidade de poder falar.

História: Lançado de Krypton por mais outro cientista, um macaco bebê chamado Yango pousou na Terra. Criado por uma tribo de macacos Africanos, Yango usou sua inteligência avançada e superpoderes para liderá-los e protegê-los. Superboy soube da presença de Yango na Terra e, após um breve conflito, tornou-se seu amigo e aprovou a proteção do supermacaco do reino animal.

Continua na Parte II com Vilões e mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Maniacos por DC Comics, poste aqui sua opnião!