sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Especial Liga da Justiça da América - Parte V: Anos Terríveis

Giffens, Maguire e DeMatteis haviam deixado o título, apesar do estrondoso sucesso da Fase Internacional. Em 1992, o badalado e ao mesmo tempo polêmico roteirista e desenhista Dan Jurgens assumiu o título. O autor reconstruiu o que restava da Liga da Justiça após o longo arco Breakdowns, que marcou a passagem do tom cômico marcante da Liguinha para o sério.

A reconstrução da Liga da Justiça América e da Liga da Justiça Europa ocorreu na edição especial Justice League Spectacular. Na trama, o Homem-Elástico e sua esposa são surpreendidos pela Gangue Royal Flush enquanto protegiam diplomatas europeus que visitavam o Parque Coisas Divertidas, localizado na Flórida. Na verdade, quem organizou o ataque foi o próprio Maxwell Lord, que pretendia fazer com que a Liga renascesse. Entretanto, ele não esperava que a gangue fosse engrossar de verdade.

Reunidos por coincidência no velho Santuário Secreto da Liga, Gladiador Dourado, Besouro Azul, Fogo e Gelo descobrem que a Gangue Royal Flush havia feito reféns num parque de diversões, incluindo o Homem-Elástico. Com isso, o grupo decide entrar em ação, ao mesmo tempo que Superman. Enquanto se preparava para agir, o Último Filho de Krypton que é surpreendido por Batman. O Cavaleiro das Trevas diz que Max Lord o contatou com o objetivo de reerguer a Liga. Bruce diz ao Homem de Aço que ele deveria liderar a equipe, porém, este recusa a proposta, pois diz que uma equipe iria atrapalhar seu desempenho.No parque, o quarteto vindo do Santuário e Superman se encontram com Guy Gardner, Hal Jordan, Metamorfo, Doutora Luz, Poderosa (Karen Starr / Kara Zor-L), Wally West, Aquaman e Raposa Escarlate (Vivian d’Aramis). Por fim, a gangue é derrotada pelos heróis unidos.Considerando os problemas que teve, Superman diz que os benefícios de um grupo são evidentes, entretanto, lamenta que a ONU tenha dissolvido a Liga. Nisso, Hal diz que a Liga nunca precisou da permissão das Nações Unidas para agir. Percebendo que o mundo precisa de uma Liga da Justiça, Aquaman, Hal Jordan, Superman e Doutora Luz decidem reconstruir não só uma Liga, mas as duas:

  • Europa: Hal Jordan, Aquaman, Doutora Luz, Flash, Homem-Elástico, Raposa Escarlate e Poderosa.
  • América: Superman, Besouro Azul, Gelo, Fogo, Gladiador Dourado e Guy Gardner.
A história da reconstrução da Liga continuou em Justice League América #61, onde a equipe enfrenta uma versão repaginada do Mestre das Armas numa aventura semelhante a da primeira edição da Liga contra Despero. Nesta edição, juntam-se a equipe: Máxima, que após ter tido Almerac, seu mundo, aniquilado pelo Mundo Bélico de Brainiac, procurava na Terra um esposo para reconstruir seu império (esse esposo adequado seria Superman); e Bloodwynd ( J’onn J’onnz, o Caçador de Marte na época disfarçado).

Um dos principais marcos desta época foi a Morte do Superman, que teve participação ativa da Liga na luta do Superman contra o vilão Apocalypse, que não só resultou na morte do Homem de Aço como também deixou a Liga em cacos:
Gladiador Dourado teve seu uniforme destruído, conseqüentemente perdendo seus poderes; Fogo perdeu seus poderes; Besouro Azul entrou em estado de coma. Apenas Máxima, Bloodwynd, Guy Gardner (usando o anel energético de Sinestro) e Gelo saíram fisicamente ilesos, porém, emocionalmente...
Justice League America # 71 marca o início da nova Liga. Na trama, além de Máxima mostrar seu novo traje, é iniciado o recrutamento de novos membros, com Guy convidando o Ray (Raymond Terrill) e Bloodwynd convidando Condor Negro (Ryan Kendall) para se juntar ao grupo. Máxima logo traz o Agente Liberdade (Benjamin Lockwood). Quando Guy estava prestes a assumir finalmente a liderança do grupo, surge a Mulher Maravilha para comandar a equipe.
Logo em seguida, veio outro dos mais marcantes arcos deste período: A Mão do Destino. Na trama, a Liga enfrenta a versão corrompida da Liga do Satélite, chamado de Esquadrão Relâmpago. Na verdade, o Doutor Destino estava roubando imagens da mente do Eléktron (que está definhando por falta de sono) para criar estas duplicadas malignas da Liga da Justiça. Enquanto isso, as atividades cerebrais do Besouro, ainda em coma começam a aumentar e Bloodwynd revela ser o Caçador de Marte, algo que Ted Kord havia visto antes de entrar em coma durante a batalha com Apocalypse.

Por fim, o Besouro acaba batendo na realidade onírica do Doutor Destino, enquanto ele e Eléktron foram ligados ao mesmo dispositivo médico. Sua influência vira a maré e com isso, Eléktron consegue recuperar o controle de sua identidade “maligna”, derrotando o Doutor Destino. Isso tudo, faz com que Ted saísse do coma, revelando finalmente que Bloodwynd é na verdade o Caçador de Marte.Os dois últimos números de Jurgens a frente da Liga mostraram a explicação do caso Caçador de Marte/Bloodwynd. A gema de sangue, nome do artefato usado por Bloodwynd, foi criado usando os sangues dos escravos africanos com o objetivo de matar seu mestre, Whitney Chambers. Rott, uma criatura monstruosa aprisionada dentre da jóia, na verdade é uma manifestação de Chambers e do "lado negro" da personalidade do usuário da gema, que foi passada de mão em mão por gerações. Certo dia, o herói marciano avistou o verdadeiro Bloodwynd agoniado de dor devido à gema. Ao retirá-la, o herói foi sugado para dentro dela e permitiu Rott influenciar o Caçador de Marte a usar a jóia, fazendo ele se tornar o novo Bloodwynd. Por fim, Rott e Mestre das Armas, que se envolveu novamente com a equipe, acabaram sendo derrotados.Logo depois, a equipe passou a contar com Freddy Widmer (Bloodwynd), Gladiador Dourado (agora trajando uma armadura criada pelo Besouro), Besouro Azul, Fogo e com a freqüente ajuda de Jay Garrick. O grupo acabou se envolvendo numa guerra com o Overmaster, Lorde Ewald (irmão de Gelo) e Gelo. Em seguida, foi a vez de combaterem a mais nova versão dos Extremistas.Neste período surgiu a Liga da Justiça Força-Tarefa, grupos formados pelo Caçador de Marte, recrutado por um político ligado ao Pentágono, para dar cabo de missões de enorme importância para os EUA. Com isso, surgiu em 1993 o título Justice League Task Force. Fora o Caçador de Marte e a Cigana, os membros do gruo eram provisórios e chamados devido a particularidade da missão. Passaram pela equipe: Mystek (Jennifer Barclay), L-Ron (usando o corpo de Despero), Ray, etc.Durante o arco Dia do Julgamento, a Liga da Justiça Internacional foi reestruturada, juntando a Ligas América, Europa e Força-Tarefa e outros membros como Demônio da Tasmânia, Maya (Chandi Gupta) e Lionheart (Richard Plante). Tudo isso devido a ameaça do vilão Overmaster e seu grupo, o Cadre. A ameaça é derrotada, mas o grupo tem como saldo negativo a morte de Gelo.Logo em seguida, a equipe enfrentou a crise no tempo conhecida como Zero Hora, causada por Parallax. Durante a saga, nos foi mostrado Triunfo (William MacIntyre), membro-fundador da Liga da Justiça. Na verdade, o herói foi varrido da existência devido a uma fenda do tempo, quando ele tentou se sacrificar para salvar o mundo, e, como resultado da autocorreção do fluxo do tempo, foi apagado da memória de todos, para nunca mais ser visto ou ouvido de novo, até que as anomalias temporais causadas pela crise o trouxessem de trouxe de volta.Após o fim da saga, a equipe foi reformada uma vez mais. O grupo passou a ser composto por: Gavião Negro (Katar Hol), Nuklon (Albert Rothstein), Diana (Mulher Maravilha, que na época havia o seu título para Ártemis, porém, durante o título, voltou a ser a Mulher Maravilha), Flash, Metamorfo, Manto Negro (Todd Rice), Dama de Gelo (Sigrid Nansen),Raposa Escarlate, Fogo, Demônio Azul (Daniel Cassidy) e Poderosa. A equipe instalou-se num satélite no espaço conhecido como Refúgio e tinha como “mascote” o alienígena Yazz. Nesta fase, a equipe enfrentou Scarabus, conheceu Equinox, filho de Poderosa, que após atingir a idade adulta devido sua natureza mística, desapareceu. Também tiveram que lidar com o retorno de Guy Gardner, na época agindo como Warrior.Ainda neste período, surgiu o título Extreme Justice, que mostrava as aventuras da Justiça Extrema, grupo formado pelo Capitão Átomo e outros dissidentes da Liga da Justiça, que decidiram formar sua própria Liga insatisfeitos com a política de total obediência aos EUA e às Nações Unidas. O grupo era extremamente violento (seguindo a linha da Image Comics, que fazia sucesso na época) e suas histórias descaracterizaram personagens como Gladiador Dourado e Besouro Azul. Foi em Justiça Extrema que surgiram os Supergêmeos (Jan e Zayna) oficiais do Universo DC.As idéias, reformulações e equipes criativas não agradaram aos fãs e os três títulos (Extreme Justice, Justice League of America e Task Force) foram cancelados devido às baixas vendas. Ficou um vazio que logo seria magistralmente preenchido...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Maniacos por DC Comics, poste aqui sua opnião!