sexta-feira, 2 de abril de 2010

Dossiê Gavião Negro: Parte II - Pós-Crise, Retcons, Reboots e Zero Hora

Continuando o Dossiê Gavião:

Com, com o surgimento de infinitas Terras, a continuidade da DC Comics se tornou uma bagunça. Então, em 1985, no aniversário de 50 anos da editora, Marv Wolfman e George Pérez fizeram a maravilhosa Crise nas Infinitas Terras, batizada assim em homenagens aos encontros anuais entre LJA e SJA. Como resultado, todo o Multiverso foi eliminado e todo o Universo DC foi "recomeçado", construindo uma nova cronologia, possibilitando que grandes artistas recomeçacem do zero a origem dos principais personagens e do próprio universo, o que atraiu novos leitores e deixou os mais experientes felizes. A cronologia do Gavião Negro foi seriamente afetada. Confira:

Pós-Crise

Nesta nova continuidade, havia apenas uma única Terra. Na nova cronologia, foi estabelecido que Sociedade da Justiça e Liga da Justiça viviam na mesma Terra, sendo que a SJA surgiu nos anos 1940, e a LJA, apenas décadas depois. Revisões sucessivas tentavam estabelecer exatamente quem eram Gavião Negro e Mulher-Gavião em suas diversas aparições.

Nos primeiros anos depois da Crise, as versões Pré-Crise ainda eram utilizadas, e chegaram a integrar novamente a Liga da Justiça, na cómica fase de Keith Giffen, Kevin Maguire e J. M. DeMatteis.
Em relação as versões da Era de Ouro, foi revelado que os Gaviões foram juntos a Sociedade da Justiça enviados para o Limbo, onde ficaram condenados a lutar eternamente para impedir o Ragnarok. Os únicos membros da SJA que conseguiram retornar à Terra foram Espectro, Sr. Destino e o Sideral. Enquanto o mundo pensava que a equipe estava morta, seus filhos e cuidados formaram a Corporação Infinito. Da equipe, faziam parte: Hector Hall, o Escaravelho de Prata, filho de Carter e Shiera, e Norda (Bóreas), afilhado de Carter.
Para desfazer a confusão, a DC Comics optou pela solução mais simples: um reboot. Sendo assim, a minissérie Mundo Gavião (Hawkworld no original) de Tim Truman, e sua continuação na série mensal de mesmo nome escrita por John Ostrander, retrataram Thanagar como uma sociedade militarista que enriquecia conquistando outros mundos. O policial Katar Hol era o filho de um importante oficial que se rebelara contra o sistema. Ele e sua parceira, a policial Shayera Thal, foram enviados a Terra para caçar o criminoso Byth, e lá permaneceram por alguns anos até a aparente morte de Katar.

Essas histórias criaram sucessivos erros na continuidade porque foram estabelecidas cronologicamente como se passassem no presente, ou seja, mais ou menos 10 anos depois do início da 2ª Era Heróica, marcada pelo surgimento de Superman. Istou invalidou praticamente 20 anos editoriais de aventuras dos policiais Thanagarianos na Terra. Para resolver este novo problema, a DC determinou através de retcons que o Gavião Negro e a Mulher Gavião da Era de Ouro fizeram parte da SJA e se aliaram anos mais tarde à Liga da Justiça, formando um elo de ligação entre as duas equipes. Além disso, foi estabelecido que o metal enésimo era originário de Thanagar.

Foi determinado também que o Gavião Negro que integrou a Liga da Justiça logo após a Crise, no final dos anos 80, era Fel Andar, um espião trabalhando para a armada Thanagaria para a futura saga Invasão!, onde Thanagarianos e outras 8 raças alíenigenas atacaram a Terra.

------------------------
Pós-Retcons e Reboot
Fel Andar era um espião Thanagariano que estava na Terra para espionar os meta-humanos da Terra. Fel se casou com Sharon Carter e com ela, teve um filho (que viria a ser Águia Dourada). Sharon se passou como a nova Mulher Gavião e junto a Fel, conveceu o Caçador de Marte que era filho de Carter e Shiera. Fel fez uma lavagem cerebral em Sharon para que ela esquecesse a existência de seu filho e para que ela acreditassse ser uma Thanagariana como ele, a fim de evitar que seus superiores Thanagarianos descubram sobre a existência de seu filho. Fel Andar, então, decidiu abandonar seu próprio filho em um orfanato de Midway City.

Quando Sharon descobriu toda a farsa, ela revelou isso à Max Lord e Caçador de Marte. Fel, então, matou sua companheira e em seguida, voltou a Thanagar.
Posteriormente, Katar Hol e sua parceira, a policial Shayera Thal, foram enviados a Terra para caçar o criminoso Byth. No nosso planeta, se tornaram o novo Gavião Negro e Mulher Gavião, combatendo o crime.
Mais tarde, para derrotar o maligno ser conhecido como Abraxis, o herói cronal Tempus retirou a SJA do Limbo, os substituindo por servos de Abraxis. Mesmo tendo passado anos no Limbo, os membros da SJA ainda têm aparência jovem devido à radiação que absorveram de Ian Karkull anos atrás e por estarem no Limbo, onde a passagem de tempo é diferente e onde também absorveram energia dos Deuses Nórdicos. De volta à Terra, a SJA volta à ativa. Com isso, Carter e Shiera conhecerem seus sucessores Thanagarianos. Nisso, Katar descobriu que seu pai se encontrou com os Gaviões da Era de Ouro sob o nome de Perry.

Zero Hora
Zero Hora: Crise no Tempo foi concebida como uma oportunidade de consertar algumas inconsistências na cronologia do Universo DC que surgiram com a unificação dos diversos mundos do Multiverso em um único Universo durante a Crise nas Infinitas Terras. Um dos problemas subseqüentes à Crise nas Infinitas Terras foi a DC ter continuado com as versões Pré-Crise de alguns personagens, até que eles fossem reformulados em lançamentos posteriores. Alguns desses demoraram anos para serem reformulados, o que acentuou as inconsistências. Am dos personagens mais problemáticos foi o Gavião Negro, cuja cronologia se tornou uma bagunça com diversas origens e personagens diferentes.

Durante a saga, Carter e Shiera juntos à a SJA, foram convocados por Tempus para lutar contra o Extemporâneo no Fluxo do Tempo. Chegando lá, a SJA percebe que Tempus e os Gaviões estavam com eles. Dessa maneira, acabaram sendo surpreendidos por Extemporâneo e como resultado Átomo, Homem-Hora (mais tarde em retcon foi estabelecido que quem morreru foi o Homem-Hora andróide do futuro) e Dr Meia Noite I morreram, enquanto os outros membros envelheceram.
Já Carter e Shiera, considerados uma das maiores pertubações cronais resultantes da primeira Crise, e Tempus, se deparam com várias versões do Gavião Negro sendo atraídas para que convergissem para a entidade que deu vida a elas, o Deus Gavião, que fugiu do Inferno e estava sendo combatido por Katar Hol.Nisso, Carter Hall, Katar e outras versões dos Gaviões são fundidas num único ser: o novo Gavião Negro. Infelizmente, Shiera não sobreviveu a fusão.
Essa entidade era um avatar do Deus-Gavião. Neste novo personagem, predominaram as lembraças e aparência de Katar Hol, porém com olhos de falcão e asas orgânicas que brotavam em suas costas.
Porém, mais tarde, todas as personalidades acordaram em sua mente o pertubando e deixando-o insano. Sem opções, concordou em ser banido para o Limbo pelo Mago Arion e Caçador de Marte. No limbo, Carter Hall foi separado de Katar. Este último acabou morrendo lá.
Como consequência, ficamos anos sem um Gavião Negro, porém, uma nova Mulher Gavião surgiu. Enquanto Shayera, que não foi fundida, voltou a Thanagar, a alma de Shiera, que faleceu por causa da fusão, ocupou o corpo de Kendra Saunders, neta de Speed Saunders, que havia cometido suicídio. Porém, esta nova reencarnção não lembrava de suas vidas passadas. Acreditando que era apenas Kendra, se tornou a Moça Gavião.

Continua!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Maniacos por DC Comics, poste aqui sua opnião!