domingo, 22 de maio de 2011

Especial Sociedade da Justiça da América - Parte V: Um Ano Depois, Reino do Amanhã, Gog, divisão e atualmente

A Sociedade da Justiça da América ganhou um novo título, que foi um grande sucesso, sendo cancelado durante Crise Infinita para o lançamento de um novo título durante Um Ano Depois, que pulou um ano no Universo DC após Crise Infinita. Este anos perdido foi mostrado em 52, maxi-série semanal em 52 edições que mostrou o que houve no ano que o mundo ficou sem Superman, Batman e Mulher Maravilha, mostrando inclusive a SJA e seus membros. A equipe chegou a confrontar Adão Negro na Terceira Guerra Mundial.

ATENÇÃO: CONTEM SPOILERS!

Nova Geração e Saga do Relâmpago
O lançamento de Justice Society of America, novo título da Sociedade da Justiça da América que substitui JSA em 2007, contou com a colaboração do artista Alex Ross como consultor criativo e co-roteirista. O título começou após os eventos decorrentes da Crise Infinita e imediatamente após a deflagração da 3ª Guerra Mundial (onde os super-heróis do mundo, incluindo a Sociedade, enfrentaram Adão Negro), seguindo uma sugestão de Superman, Batman e Mulher Maravilha, que na ocasião reformulavam a Liga da Justiça, Jay Garrick, Alan Scott e Ted decidiram recrutar novos membros para compor a atual formação da Sociedade da Justiça, que passaria a ser como uma espécie de “escola” de heróis. A equipe, então, passou a ser composta por: Flash I, Lanterna Verde I, Pantera, Sr Incrível, Poderosa, Homem-Hora II (Rick Tyler, agora casado com Jesse Chambers), Doutor Meia-Noite II, Liberty Belle (Jesse Chambers, a antiga Titã Jesse Quick), Starman (Thom Kallor do Século XXXI e membro da Legião dos Super-Heróis), Pantera II (Filho do original), Admirável III, Tempestade (neta da Tornado Vermelho original, que sempre estava acompanhada de seu macaquinho Frankie), Cidadão Gládio, Manto Negro, Mestra Judoca, Rajada (filha do Raio Negro), Detonador, Mister América, Sandman (nova identidade de Sand), Lança (bisneto do presidente Roosevelt, que juntou a SJA nos anos 40) e Jakeem Trovoada.

No primeiro arco, a equipe recebeu como novos membros Tempestade, Detonador e Starman, e enfrentou Vandal Savage, que tentou exterminar as famílias dos membros de heróis da Era de Ouro , embora bem-sucedido ao assassinar diversas famílias (incluindo Trey Thompson, o Mr América, que foi substituido por seu colega, e membros da família Heywood, do Comandante Gládio), ele é derrotado por Pantera e seu filho, Tom Bronson, o novo Pantera que tem poderes meta-humanos. Tom, então, é convidado a participar do Sociedade.
Logo depois, ocorreu o crossover entre Sociedade, Liga da Justiça e Legião dos Super-Heróis, na Saga do Relâmpago, que trouxe Wally West e família de volta a Terra após desaparecem durante Crise Infinita e introduziu a nova encarnação da Legião dos Super-Heróis, ignorando os reboots de Zero Hora e Crise Infinta. Imediatamente depois disso, Nahan Heywood, um ex-jogador de futebol americano sem perna, neto do Comandante Gládio original e um dos poucos sobrevivente do massacre da família Hewywood ao lado de seus sobrinhos, herdou acidentalmente os poderes do metal moldado do sangue de um bandido nazista do Quarto Reich chamado Reichsmark, ganhando uma nova perna, superforça e seu corpo transformado em aço. Para vingar a família, Nate entrou para a Sociedade da Justiça como Cidadão Gládio.

Reino do Amanhã
Johns e Ross, admiradores assumidos da Era de Ouro, intensificaram os encontros com a LJA e continuaram inserindo antigos elementos do Universo DC nas tramas. A dupla criativa então criou seu mais ambicioso projeto no título, a saga Reino do Amanhã, que homenageava a saga Reino do Amanhã, ilustrada por Alex Ross. Tudo começou quando o envelhecido Superman da Terra 22 (uma das 52 Terras criada após Crise Infinita onde se passa Reino do Amanhã) acidentalmente chegou na Nova Terra (Terra reformulada após Crise Infinita) e passou a integrar a Sociedade. Em seguida, foi mostrado o falso Gog (William Matthews), que vinha matando o que ele considerava falsos deuses. Após serem avisados por Mister América, a equipe decide procurar o maníaco, cujo nome traz lembranças sombrias ao Superman da Terra 22. Enquanto se reuniam em sua base, os membros da Sociedade da Justiça são surpreendidos por Gog, que se teletransportou pra lá junto a Sandman, ferido por ele. Uma grande batalha acontece e luta acaba indo parar no Congo, onde enquanto enfrentavam o falso Gog, a SJA encontrou o verdadeiro e gigantesco Gog, que matou William. Este Gog, cronologicamente o primeiro, é um exilado do Terceiro Mundo que não estava disposto a tomar partido na batalha final dos Velhos Deuses e acabou sendo expulso do Terceiro Mundo como resultado. Ele caiu na Sangria e viajou pelos vários universos alternativos até que ele caiu, com seu corpo morto, mas com sua alma viva, na Nova Terra. Inerte, foi enterrado numa tumba de rocha derretida. A tribo local que o descobriu, começou a falsamente o adorar como um deus da Terra. Os integrantes da tribo, então, forjaram um cajado que canalizava os poderes de Gog. Assolados por guerras, doenças e escravidão, a tribo pereceu e Gog foi esquecido durante séculos, até que William Matthews encontrou seu templo e pegou o cajado. O poder de Gog fluiu através do artefato e ele testemunhou visões de passado e futuro e de outras realidades, e uma em particular, a Terra 22. Isso o enlouqueceu, fazendo com que se reinvindicasse o nome de Gog.Revivido, o verdadeiro Gog diz que veio em paz e alegou que Matthews não cumpria seus desígnios. Em seguida, Gog passou a promover a paz por onde passava, ganhando diversos seguidores, inclusive membros da equipe, já que o estranho deus realizou os desejos dos membros da equipe caso o ajudassem a levar a paz ao mundo, com isso, curou a deformada face de Detonador e fez Sandman dormir tendo bons sonhos novamente. Nisso, Lança, durante um conflinto no meio de uma guerra civil, morreu e foi ressuscitado por Gog. Assim, ele renasceu como Magog, arauto de Gog, o que provocou receio em Superman, já que o Magog de sua realidade provocou uma onda de violência que terminou com uma verdadeira guerra. Com o tempo, no entanto, ficou claro que existia dentro da Sociedade um sério conflito de gerações e de perspectivas quanto ao papel que a equipe deveria ter neste novo e violento mundo. O estopim para a cisma se deu com a chegada de Gog, que fez com que equipe acabasse se separando em duas facções, que tinham opiniões diferentes sobre o único sobrevivente do Terceiro Mundo.
Enquanto isso, Poderosa, cujo desejo de ser transportado para a Terra 2 foi realizado, encontrou a Sociedade da Justiça Infinita, uma mistura da Sociedade da Justiça e da Corporação Infinito nesta nova Terra 2 que surgiu após Crise Infinita. Porém, com a chegada da Poderosa daquela Terra, Kara foi considerada uma farsa e passou a ser procurada pela SJI. Com a ajuda do Michael Holts desta realidade, ela entrou em contato com a SJA e um conflito entre as duas equipes aconteceu. Felizmente, o confronto foi encerrado quando Starman, que recuperou sua sanidade graças a Gog, explicou que o Multiverso criado após Crise Infinita “produziu” novas versões de algumas Terras Pré-Crise, incluindo a Terra 2, que ganhou novas versões de Poderosa, SJA e outros. Com esta explicação, foi estabelecido que Poderosa é oriunda da Terra 2 Pré-Crise nas Infinitas Terras. Após este breve “interlúdio”, a equipe se voltou à questão Gog novamente.
No fim do grandioso arco de histórias, Gog foi desmascarado, pois após salvar a Terra em 7 dias, ele acabaria destruindo o planeta. Além disso, os membros da SJA que os seguiam se chocaram quando Gog ordenou que eles o adorassem, fazendo com que partissem contra ele. Num esforço descomunal, a SJA o atacou e sofreu quando os desejos de seus membros foram desfeitos, mas com a ajuda de Starman, Superman arrancou e colocou a cabeça do deus do Terceiro Mundo na Muralha da Fonte, derrotando-o. Mais uma vez com a ajuda de Starman, Superman da Terra 22 voltou a sua Terra no exato momento em que a bomba atômica explodiu em Reino do Amanhã e em seguida, enquanto era mostrado o destino dos membros da SJA na Nova Terra, foi mostrado o futuro de Superman na Terra 22.

Adão Negro e Ísis
Ross saiu do título, enquanto Geoff Johns despediu-se da equipe após um arco, ao lado de Jerry Ordway, envolvendo Adão Negro e o retorno de uma enlouquecida Ísis, que destronaram Billy Batson da Pedra da Eternidade e corromperam tanto Mary quanto Billy. A SJA contou com o retorno de Esmaga-Átomo e presenciou o retorno de um furioso Shazam, que havia sido assassinado por Espectro, que tirou os poderes de Billy e Mary, e transformou Adão e Ísis em estátuas.

A despedida de Johns: O aniversário de Stargirl
Por fim, Johns despediu-se da equipe com a edição de aniversário da Stargirl, onde a garota, acompanhada dos membros da equipe, celebreu seu aniversário e se decepcionou quando ao ir, ao dentista, descobriu que não tiraria o aparelho ainda. Encerrava-se sua brilhante passagem pela revista.
Com a saída de Johns, saíram também Jakeem, Gavião Negro, pelos seus atos violentos noaestadia de Gog, e Starman, para se concentrar em sua missão no passado pela Legião dos Super-Heróis, e Admirável, que saiu da equipe pretendendo formar sua própria equipe.
Já Esmaga-Átomo voltou à equipe como durante um conflito contra Kung, um vilão místico oriundo do Japão da Segunda Guerra Mundial, num arco escrito por Jerry Ordway que contou com a partipação de Crispus Allen, o novo Espectro. Este arco preparava terreno para os novos escritores.

Divididos nos triunfaremos?
A partir da edição de número 29, Bill Willingham, Matt Sturges e Jesus Merino assumiram o título e explorando o conflito entre gerações dentro da equipe introduziram na equipe novos recrutas: Rei Quimera, Kid Americano (o vilão Karnevil que traí a equipe) e o novo Senhor Destino. Karnevil, disfarçado de Kid Americano, se infiltrou na equipe degenerou Manto Negro até o estado de um ovo e matou Sr Incrível. Após isso, a equipe sofre um ataque de um grupo de vilões que trabalha para a mesma pessoa que Karnevil trabalhava. Felizmente, Sr Incrível ressuscita e a SJA derrota os vilões. A equipe, devido aos tantos conflitos internos, acabou por se dividir em dois grupos:
Esquadrão SJA: Poderosa, Homem-Hora, Detonador, Rei Quimera, Tempestade, Stargirl, Cidadão Gládio, Detonador, Judoca, Pantera II, Magog, Roxy, Anna Fortune e Rex Tyler (o Homem-Hora original que funcionava como inventor da equipe).
SJA: Lanterna Verde, Sr Incrível, Manto Negro, Pantera, Liberty Belle, Flash, Doutor Meia-Noite, Mister América, Rajada e Senhor Destino.
Durante a Noite Mais Densa, na minissérie Blackest Night: JSA as equipes chegaram a se unir, com a ajuda de Jakeem, durante o ataque dos Lanternas Negros de antigos companheiros e inimigos, onde perderam Detonador e testemunharam a transformação de Liberty Belle em Jesse Quick. Depois disso, passaram a agirem separadamente novamente.
Após isso, a SJA enfrentou o Quarto Reich e nisso, Manto Negro retornou ao normal . Logo depois, Jade, que ressuscitou na Noite Mais Densa, e a equipe, passaram por problemas envolvendo Alan Scott e a Liga da Justiça num arco relacionado ao Dia Mais Claro.

Atualmente
Após o arco relacionado a Dia Mais Claro, Marc Guggenheim se tornou o novo escritor a partir da edição # 44, e Scott Kolins assumiu as funções de arte de Merino. Durante seus primeiros números, Guggenheim introduziu uma série de novos personagens para a equipe, como Demônio Azul e Justiceira. Na edição # 49, ele expandiu as fileiras da SJA trazendo de volta todas os membros do Esquadrão SJA graças ao cancelamento do título (exceto Magog, que tinha sido morto em Liga da Justiça: Geração Perdida e Poderosa, que tinha oficialmente se afastado da SJA), bem como a Liberty Belle original. Além disso, Guggenheim também introduziu novos personagens chamados Besouro Vermelho, Ri e Darknight.

Tudo isto aconteceu, pois Guggenheim escreveu um arco onde a SJA, depois de ter perdido Jesse Quick para a LJA, foi chamada para defender a cidade de Monument Point de um ataque de um terrorista superpoderoso conhecido apenas como Scythe. Na batalha com o novo vilão, a Sociedade acaba destruindo a cidade, devido à força do novo adversário. Sentindo-se responsável, Flash (Jay Garrick) faz com que a equipe continue em Monument até que a cidade fosse reconstruída. Como se não bastasse, Alan Scott ficou paralisado após a batalha e acabou sendo hospitalizado, mas graças a sua força de vontade construiu uma armadura que o possibilitou voltar à ativa.Nisso, Demônio Azul, Darknight, Ri, Justiceira e Besouro Vermelho chegaram em Monument até a reconstrução da cidade defendendo a população e se aliando a SJA. Após a derrota de Doutor Caos, Jay Garrick foi eleito prefeito da cidade e a SJA se juntou com o Esquadrão SJA, ganhando diversos novos membros no processo.

Aqui se encerra o Especial Sociedade da Justiça da América, espero que tenham gostado ;D

5 comentários:

  1. gostei muito do especial
    parabens antimonitor
    você conseguiu explicar a complicada historia da sja

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado Fábio CJ pelos elogios! Agradeço a todos que elogiaram e me apoiaram nesta empreitada. Valeu =D

    ResponderExcluir
  3. mas afinal de contas qual e o estado atual da sja?

    ResponderExcluir
  4. A a SJA está em Monument Point até a reconstrução da cidade. Jay Garrick é o prefeitod a cidade e Alan Scott, paralisado, está usando uma armadura para se locomover. A equipe ganhou diversos novos aliados como Besouro Vermelho, Justiceira, Demônioa Azul, Ri e Darknight. A SJA se juntou com o Esquadrão SJA, ganhando diversos novos membros no processo.

    ResponderExcluir
  5. eu sempre achei personagens demais e desnescessarios..so ross p fazer algo legal...apos ele partir voltou aser hq sem pé nem cabeça ...e confirma:todo personagem quando ta mal tem que usar uma armadura..pq? se nao funcinou com gladiador dourado, capitao america, um dos batmans.....pq ainda insistem nessa coisa que nao faz diferença e tornam a ideia pior?

    ResponderExcluir

Maniacos por DC Comics, poste aqui sua opnião!