quinta-feira, 2 de junho de 2011

Especial Crossovers DC: Lanterna Verde Versus Aliens

O crossover DC Comics/ Dark Horse Comics Lanterna Verde versus Aliens foi escrito por Ron Marz e desenhado por Rick Leonardi, sendo arte-finalizado por Mike Perkins e colorido por David Stewart. A minissérie em 4 edições publicada nos Estados Unidos no ano 2000 reuniu Kyle Rayner, na época o último e único Lanterna Verde do Universo DC, e os temidos Aliens, temidas criaturas alienígenas que surgiram no filme Alien: O Oitavo Passageiro, filme americano de 1979 dirigido por Ridley Scott, e cujos quadrinhos são publicados pela Dark Horse Comics.
Kyle Rayner foi o terceiro herói da DC a confrontar Aliens ou Predadores. Os primeiros foram Superman e Batman. Por ser um herói de proporções cósmicas, ele foi a escolha mais apropriada para se encontrar com os Aliens depois de Superman e Batman, o panteão da DC. Com seu anel energético pareceria fácil enfrentar as criaturas, porém, durante o confronto, Kyle acabou perdendo seu artefato, mostrando uma divertida e alucinante aventura.
No Brasil, o crossover foi publicado pela Editora Abril na edição especial Lanterna Verde Versus Aliens, em agosto de 2001.

Nota: Este crossover, apesar de levar em conta a cronologia da DC na época (Kyle como último Lanterna Verde, a Tropa dos Lanternas Verdes aniquilada), não é canônico, pois mostrou as mortes de Salaak, Ash e Brik, que participaram/participam de aventuras atuais da Tropa.

A Trama
Anos atrás: Barin Char, o Lanterna Verde do Setor 1522, encontra-se sem seu anel. Aprisionado, ele começa a engasgar e ter convulsões até que uma criatura alienígena sai de seu peito, matando-o.
Enquanto isso na Terra, Arqueiro Verde e Canário Negro enfrentam assaltantes caracterizados de alienígenas que estão atacando um banco. Enquanto pensavam que haviam dado conta de todos os bandidos, um deles se levanta prestes a atacar o Arqueiro Verde pelas costas com uma arma. Então, Hal Jordan, o Lanterna Verde da época, o derrota. Enquanto o trio de amigos decidem onde jantar, uma mensagem dos Guardiões do Universo obriga Hal a se encontrar com outros membros da Tropa dos Lanternas Verdes no planeta Tirama, localizado no Setor 1522.

Após se despedir rapidamente de seus amigos, o Lanterna Verde ruma para Tirama, onde encontra Kilowog, Tomar Re, Homem Verde, Salaak e Katma Tui. O experiente Kilowog explica que, segundo os Guardiões, Barin Char, o Lanterna do Setor 1522, desapareceu e foi dado como morto em um mundo da fronteira. Ele também diz que os Guardiões acham que Barin foi assassinado por uma forma de vida alienígena. Após esta rápida explicação, os Lanternas partem para realizar sua missão: evitar que os Aliens, que estão numa área remota do planeta, não ameacem a população. Captando o sinal de Barin, Hal e os outros Lanternas encontram o ninho dos alienígenas. Separados para vasculhar mais rápido, Hal encontra o cadáver do Lanterna Verde, com um buraco no peito, e seu anel. Nisso, ele é surpreendido pelos Aliens. Um luta frenética começa, onde Tomar acaba se ferindo. Embora os Lanternas tenham o poder para aniquilar as criaturas, Hal Jordan convence a todos que eles não são maus por natureza e não agem por instinto.

Os Lanternas, então, optam apenas por exilar as criaturas em mundo distante e desabitado: Mogo, o planeta Lanterna Verde. Ali, os Aliens deveriam permanecer para sempre. Enquanto partem, Jordan conclui que isso era um teste dos Guardiões, que queriam avaliar se quando aceitaram a responsabilidade de carregar um anel, eles seriam salvadores e não exterminadores.

Uma década depois: Muita coisa mudou: Hal Jordan transformou-se em Parallax e destruiu a Bateria Central de Oa e os Guardiões. A Tropa acabou e os membros sobreviventes tiveram que aprender a viverem sem seus anéis energéticos. Ganthet, o último Guardião do Universo, entregou o último anel ao jovem humano Kyle Rayner que se tornou o último e único Lanterna Verde. No espaço, um cargueiro transportador de minério interestelar Coluano danificado é forçado a pousar em Mogo, agora, apenas um planeta.
Na Terra, Kyle, após passar horas trabalhando na capa de um jogo de um videogame, encontra em seu apartamento os ex-Lanternas Verdes Brik, Ash, M’hdahna e Salaak, e Tomar, que se transformaria em Lanterna caso a Tropa não fosse destruída. Estes explicam que receberam o sinal de alerta da nave Coluana que caiu em Mogo, que ainda está infestado pelos Aliens deixados lá anos atrás por Jordan e outros, e por esta razão a tripulação corre risco de vida. Sentindo-se culpados por criarem o problema, os antigos Lanternas decidiram acabar as grotescas criaturas alienígenas e por isso vieram buscar ajuda de Kyle.

Em Mogo, Kyle e seus companheiros acham a nave. Enquanto procuram sobreviventes, Rayner mostra-se extremamente arrogante por ser o único Lanterna, o que gera um desentendimento com Salaak. Nesse momento, eles encontram Crowe, comandante do Alvorada (nome da nave). Ela revela que o cargueiro tinha 38 tripulantes quando saíram de Colu em busca de minérios distantes, mas graças a uma explosão causada pela racha da proteção do propulsor eles foram obrigados a pousar em Mogo, onde foram atacados pelos Aliens, que levaram toda a tribulação, menos ela.
Crowe estava decidida a salvar seus companheiros e passa a ser acompanhada por Kyle e companhia. Crowe conduz Rayner e os outros até o buraco que os alienígenas abriram logo que entraram na nave. Quando estavam prestes a descer, eles são atacados pelos Aliens. Sem querer matar nenhum deles, Kyle apenas presencia as criaturas capturando Ash, Brik e M’hdahna. Tomar é capturado e quando Rayner tenta agarrá-lo de ser puxado para o fundo do buraco, seu anel energético desliza de seu dedo e cai no buraco.

Enquanto os Aliens recuavam, o herói tenta desesperadamente atrair seu anel mentalmente, como já fez antes, mas não consegue. Crowe revela a Kyle que as crias dos monstros são chocadas nos prisioneiros, o que o choca. Reclamando de estarem desarmados, Crowe dá a ele uma arma, tendo que o ensinar a atirar, já que ele não sabia, pois nunca havia usado uma daquele tipo. Em seguida, Kyle, Crowe e Salaak começam a descer. Durante a descida, Salaak e Kyle finalmente se entendem, porém, a conversa dos dois é interrompida por Crowe, que acha alguns de seus colegas mortos, ou quase, já que o único vivo é assassinado por ela, pois ele estava com um dos alienígenas em seu corpo. Nisso, mais Aliens surgem atacando-os e assassinado Salaak.

Durante a luta, a arma de Kyle emperra e ele acaba sendo salvo por sua mais nova aliada, que se joga na frente dele para impedir que o ácido das criaturas o atinja. Após ganharem tempo, a dupla decide seguir em frente até o fim do buraco e acabam encontrando seus companheiros presos e cercados pela Rainha Alien no ninho da criaturas. E mais do que isso, Kyle finalmente acha seu anel energético preso por uma espécie de gosma que o impede de atraí-lo mentalmente. Crowe, então, traça seu plano: enquanto ela atraí as criaturas com sua pistola, Kyle desce desarmado e recupera seu anel.
Antes de descer, Crowe faz Kyle prometer que cuidará de sua tripulação caso morra. Nisso, Rayner a beija, desejando-a boa sorte. Enquanto Crowe era exterminada por Aliens, revelando ser uma andróide, Kyle parte em busca de seu anel, que estava perto de ovos das criaturas, e um deles lança uma criatura que se prense a sua face. Felizmente, o Guardião Esmeralda recupera seu anel sendo atacado pela Rainha Alien e outros Aliens.Após destruir alguns dele, Rayner acha Crowe, totalmente destruída. Com suas ultimas forças, ela revela que era uma das diversas andróides programada para proteger a tripulação de cada nave coluana. Após perceber que ele recuperou seu anel, a andróide diz que ele tem que matar todas as criaturas e salvar quem puder, porém, o jovem Lanterna diz que não quer ser um assassino pois seu anel lhe dá uma escolha, mas Crowe insiste e o convence ao dizer que ele está agindo como Jordan, colhendo o que ele plantou com sua escolha anos atrás. Em seguida, ela morre.
Decidido a não deixar a tradição da Tropa morrer, Kyle, recitando o juramento da Tropa dos Lanternas Verdes, aniquila todos os Aliens. Mais tarde, o Lanterna Verde acorda ao lado dos sobreviventes: um quarto da tripulação, Tomar e M’hdahna. Por fim, Kyle lembra que o passado sempre vem nos assombrar, não importam o que façamos, um lembrete que o legado de Jordan sempre recaíra sob si.

2 comentários:

  1. Peraí,o Facehugger grudou no rosto do Rayner e ele não foi infectado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele retirou o facehugger com o poder do anel antes que pudesse desmaiar.

      Excluir

Maniacos por DC Comics, poste aqui sua opnião!