domingo, 22 de maio de 2011

Especial Sociedade da Justiça da América - Parte IV: Sangue Novo

Em 1999, a Sociedade da Justiça da América ganhou um novo título com uma nova formação, misturando antiga e nova geração. A equipe agora estava pronta para o novo milênio. Os anos 2000 chegaram e os roteiros do título JSA logo passaram para as mãos de David Goyer e Geoff Johns, que mantiveram o espírito de dar sangue novo à equipe. Novas versões de Doutor Meia-Noite (o médico Pieter Cross), Sr Incrível ( Michael Holt), Jakeem Trovoada e o novo Homem-Hora (Rick Tyler, filho do original) ingressaram na equipe, assim como Poderosa, Capitão Marvel e o então regenerado Adão Negro. Já Canário Negro, Starman e Homem-Hora do futuro acabaram deixarando o grupo. Adão, Esmaga-Átomo e Capitão Marvel também abandonariam a equipe mais tarde. Além disso, Sideral mudou seu nome para Stargirl.
Os arcos inicias de Johns mostraram a equipe enfrentando Extemporâneo e Kobra, arco este que mostrou Esmaga-Átomo substituindo sua mãe num acidente de avião, arquitetado por Kobra, pelo Extemporâneo, o que fez dele ser malvisto pelos companheiros de equipe. A SJA também enfrentou a Sociedade da Injustiça e Adão Negro.

Porém, o principal arco inicial de Johns foi Retorno do Gavião Negro. A história promoveu o retorno de Carter Hall, o Gavião Negro da Era de Ouro. Na trama, em Thanagar, o ditador Onimar Synn – um dos Sete Demônios do planeta – governava com punho de ferro. Ele tinha se apossado de todo metal enésimo existente com o intuito de eliminar qualquer possibilidade de oposição e revoltas. Entretanto, um poderoso movimento de resistência preparava uma cerimônia mística que envolvia Kendra Saunders, a nova Mulher-Gavião, que invocaria o salvador de Thanagar. Com isso Carter Hall renasce em seu próprio corpo, jovem como na década de 40. Mas dessa vez, diferentemente das anteriores, tem um grande fardo a carregar: as lembranças de todas as suas vidas anteriores, além das pertencentes ao thanagariano Katar Hol. Além disso, a própria Kendra tem problemas em aceitar que a Carter é sua alma gêmea. Com a ajuda da SJA, Hall e Kendra derrotam Onimar Synn e deixam Thanagar com a promessa de um dia voltarem. Assim, Carter volta para SJA, formando um triangulo amoroso entre ele, Kendra e Sand.
Mantendo os habituais encontros entre as equipes, Liga da Justiça e Sociedade se encontraram em LJA/SJA: Vícios e Virtudes, onde as equipes enfrentam Despero e Johnny Sorrow que libertam os Sete Inimigos Mortais do Homem da Pedra da Eternidade, possuindo alguns heróis. Felizmente, tudo terminou bem. Mais tarde, as equipes se encontrariam para celebrar um confuso Dia de Ação de Graças.

Johns também explorou profundamente as ligações entre os membros da equipe, como a inicial rivalidade entre Esmaga-Átomo e Adão Negro e depois a grande amizade de ambos, já que Adão Negro passou a considerar Esmaga-Átomo como o irmão que nunca teve. Incentivado por Adão, Esmaga-Átomo ficou frustrado com os limites morais da SJA, especialmente quando Kobra chantageou autoridades em conceder sua libertação. Albert e Adão imediatamente saíram da equipe depois da libertação de Kobra.
Um dos arcos mais memoráveis da passagem de Johns foi Príncipes das Trevas, onde Mordru (que assumiu o manto do Senhor Destino, já que Hector ficou decepcionado por descobrir que sua amada Fúria em coma era na verdade Columba, e usando o Coração Estelar de Alan Scott), Manto Negro (filho de Alan Scott) e Eclipso se unem no intuito de devastar o mundo. Os Príncipes das Trevas usam seus poderes para cobrir o Sol. Para combatê-los, praticamente todos os heróis oriundos da Era de Ouro e descendestes de outros do mesmo período se unem para enfrentar as forças malignas. Por fim, Alan Scott usa sua força de vontade para moldar do Coração Estelar (que foi resgatado por Jakeem e Jay Garrick) um anel energético, reassumindo o manto de Lanterna Verde e resgatando seu filho da escuridão e Eclipso é domado por Alex Montez, que se torna o novo Eclipso. Finalmente, Mordru enfrenta sozinho o Sr. Destino e a SJA numa batalha mística. Hector mostra para o mago o futuro, as derrotas nas mãos da Legião dos Super-Heróis da Terra 247 e consegue aprisioná-lo na Pedra da Eternidade. No epílogo, é mostrado Adão Negro, Esmaga-Átomo, Bóreas e Onda Mental assassinando Kobra. Foi durante este arco que Poderosa descobriu que ela não era neta de Arion e muito menos tinha poderes ligado a magia e uma ligação com Atlântida, origem esta que havia sido estabelecida após a Crise.
Adão, Esmaga, Bóreas, Onda reuniram-se a Nêmesis e o novo Eclipso e assim, assumiram o comando do Khandaq, país natal de Adão Negro, derrubando uma ditadura imposta ao país há anos. O grupo inicialmente lutou contra a SJA no Khandaq quando estes decidiram acabar com o poder de Adão e seu grupo. O embate terminou quando todos forjaram uma trégua desconfortável, Adão Negro e os seus compatriotas poderiam permanecer no poder enquanto eles nunca saíssem do país. Este arco ficou conhecido como Reino Sombrio, que interiligou os títulos Hawkman e JSA e marcou também o retorno de Fúria.
Amante de histórias antigas, Geoff promoveu o retorno de Carter Hall, o encontro desta formação com a equipe original nos anos 50 contra Per Degaton, regresso de Ma Hunkel ( a primeiro Tornado Vermelho) à equipe. Sem contar o resgate do Homem-Hora I (Rex Tyler) da morte substituindo-o pelo Homem-Hora do Século 853 no exato momento de sua morte, e a retomada do nome Lanterna Verde por Alan Scott, que recuperou seu anel e seus filhos. O titulo JSA durou 7 anos e 87 edições até setembro de 2006, com as histórias escritas por Paul Levitz e relacionadas à Crise Infinita e Um Ano Depois. Desta vez, não se tratou de um cancelamento, a publicação foi substituída por um novo título da equipe sob o comando de Geoff Johns.
Por falar em Crise Infinita, foi na saga que reformulou todo o Universo DC novamente, em que os heróis descobriram que antes da Crise causada pelo Antimonitor, existia um Multiverso. A SJA participou da saga: auxiliando a Patrulha do Destino e os Novos Titãs no confronto contra o enlouquecido Superboy Primordial; com Poderosa descobrindo que veio da Terra 2 e sobreviveu a Crise; e com a Sociedade encontrando na batalha final contra os vilões em Metrópolis seu antigo membro Pré-Crise, o Superman da Terra 2. Após o evento, que reformulou uma vez a cronologia do Universo DC, a Sociedade da Jusiça passou a acolher o período Pré-Crise, incluindo membros, como parte de sua história.

A Crise Infinita passou, um ano depois no Universo DC, um novo título da SJA surgiria, com novos membros e novas tramas...

2 comentários:

  1. Adoro a forma como você costura os fatos... texto excelente... aguardo o próximo!

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado Garrit! A parte V já já está saindo =D

    ResponderExcluir

Maniacos por DC Comics, poste aqui sua opnião!