quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Especial Liga da Justiça da América - Parte II: Fase do Satélite

Durante esse período, a Liga atingiu sua maior popularidade, tanto que a fase do Satélite é lembrada até hoje (vide Crise de Identidade). Muito disso, deve-se aos argumentos de Gerry Conway, Len Wein,Elliot S! Maggin, Cary Bates, E. Nelson Bridwell, e Steve Englehart e os desenhos de Dick Dillin. Dillin permaneceu no título até seu falecimento, sendo substituído por Don Heck, Buckler Rico e George Pérez.Pérez acabou se fazendo um ótimo trabalho na revista da equipe e apenas deixaria o título na edição de número 200, para se dedicar aos Novos Titãs. Apesar disso, continuou desenhando as capas até a edição de número 220 (1983).

Essa fase é marcada por invasões e ameaças alienígenas, perdendo um pouco da essência científica dada por Gardner Fox nas histórias anteriores. Outro fator que tornou esta fase em um sucesso até os dias atuais foi que além das invasões alienígenas, encontros com a Sociedade da Justiça, magia e viagens no tempo e Multiverso, o relacionamento entre os personagens nunca foi deixado de lado. Eram comuns as discussões entre o conservador Gavião Negro e o liberal Arqueiro Verde, ou as reclamações do Nuclear sempre que chegava sua vez de ficar no monitor de missões. Tudo intermediado pela presença das estrelas da editora, que dividiam as funções de liderança no grupo: Superman era o porta-voz da equipe e Batman, o estrategista. Aliás, essa dinâmica sempre se manteve nas vezes que os dois fizerem parte da Liga.Devido à necessidade de um novo e seguro quartel-general, o grupo, em Justice League of America#78, de 1970 mudou-se para um satélite localizado a 36.000 quilômetros acima da Terra, construído a partir de uma mescla de tecnologias Kryptonianas, Marcianas e Thanagarianas.O medo de uma hecatombe nuclear na época acabou sendo fonte para a edição 87, onde nos é mostrado uma outra terra alternativa, Angor, destruída pelo caos atômico. Os heróis dessa Terra foram inspirados pelos Vingadores da Marvel:. Relâmpago Azul (Mercúrio), Feiticeira de Prata (Feiticeira Escarlate), Gaio (uma mistura de Homem-Formiga com Gavião Arqueiro) e Wandjina (Thor). Curiosamente, Gaio e Feiticeira de Prata entrariam para a Liga da Justiça Internacional anos depois.A reuniões regulares entre LJA e SJA contaram com o retorno de outros heróis da Era de Ouro, como os Sete Soldados da Vitória (Vigilante, Sideral e Faixa, o Vingador Escarlate, o Cavaleiro Andante com seu cavalo Vitória Alada, o Arqueiro Verde e Ricardito da Terra-2) e os Combatentes da Liberdade (na Terra X).

Comemorando tanto o centésimo número como o décimo encontro LJA/SJA, a edição 100 traz de volta antigos heróis de Ouro: Os Sete Soldados da Vitória, além de Homem-Nebulosa e o Oráculo. A trama, prestigiada até os dias atuais, não só reuniu a Liga, a Sociedade e os Sete Soldados, como também Adam Strange (membro honorário da Liga) e Metamorfo (Rex Mason). Este último acabou recebendo um convite para ingressar a Liga da Justiça, porém, o recusou, chocando a todos os membros da equipe, que mesmo assim respeitaram a decisão de Rex, que havia ajudado LJA e SJA a resgatar os Sete Soldados, que haviam sido arremessados no Fluxo do Tempo após um confronto com a criatura conhecida como Homem-Nebulosa. No final da saga de três edições, o Tornado Vermelho se sacrifica para derrotar Nebulosa.Posteriormente, a LJA e a SJA também acabariam se envolvendo numa aventura na Terra Primordial, onde as equipes encontrariam Elliot S! Magin e Cary Bates. Se encontrariam posteriormente com a Família Marvel na Terra S (lar dos recém-adquiridos personagens da Fawcett Comics). Topariam com a Legião dos Super-Heróis numa luta contra Mordru que envolveria os clássicos Três Demônios, vilões clássicos da Liga da Justiça. Superariam o assassinato do Senhor Incrível (Terry Sloan) por Jay Garrick, possuído então pelo Espírito-Rei. As duas equipes também desafiariam Darkseid.Outra história marcante seria a em que Sandman, ao tentar salvar seu parceiro, Sandy, de uma doença, acaba aprisionando-o numa forma gigante de silício, condição essa que só se recuperou recentemente. A equipe acabou passando por um processo de expansão nesta época. Nos anos 1970, Vingador Fantasma (recusando o convite de admissão em Justice League of America #103 e outras ocasiões, mas dizendo-se membro mais tarde); Homem-Elástico (Ralph Dibny), que passou a integrar o grupo em Justice League of America #105, Tornardo Vermelho (Ulthoon / John Smith) em Justice League of America #106; Mulher-Gavião (Shiera Hol), que se tornou membro em Justice League of America #146; e Zatanna Zatanna Zatara) que ingressou a equipe em Justice League of America #161. Por fim, nos anos 1980, surgiu o último recruta: Nuclear (Ronald “Ronnie” Raymond fusionado ao professor Martin Stein), que se juntou a Liga na revista Justice League of America #179. Enquanto isso, Mulher Maravilha e Caçador de Marte retornavam a equipe.Entretanto, em contrapartida, em Justice League of America #109, o Gavião Negro pede demissão da Liga, que não é aceita, mas ele acaba saindo assim mesmo, logo depois de confrontarem Eclipso, porém, o herói alado acabou retornando na edição 117. Já Batman acabou deixando a equipe em 1983 depois que o grupo recusou embarcar numa missão no pequeno país europeu da Markóvia ao lado dele. Com isso, Batman formou sua própria equipe, os Renegados em Batman and the Outsiders #1. Um marco para a época.Uma curiosidade: Na edição 103, a Liga acaba enfrentando homens comuns hipnotizados por Felix Fausto vestindo roupas de herói da Marvel: Homem-Aranha, Thor e Capitão América.

Um fato curioso da Era do Satélite foi a “origem secreta” da Liga da Justiça mostrada em Justice League of America #144. Tudo começa quando o Arqueiro Verde pressiona o Superman e o Lanterna Verde para que eles contem a verdade sobre a origem da Liga, então os dois ligam uma gravação feita pelo Caçador de Marte onde ele relata que o Comandante Blanx, o marciano branco que exterminou sua raça, reapareceu para invadir o planeta Terra,. Com isso, o herói alienígena pediu auxílio ao Flash, Superman, Batman e Robin. Só que estes não contavam com que Roy Raymond, que tinha um programa detetivesco na televisão, acabasse vendo a luta contra os marcianos brancos e se engajasse em uma cruzada para convocar outros heróis à luta. A essa convocação responderam: Adam Strange, Falcões Negros, Desafiadores do Desconhecido, Congorilla, Homem-Borracha, Rex, o Cão Maravilha, Rip Hunter, Homem-Robô, Aquaman, Mulher Maravilha, o Vigilante, Lois Lane e Jimmy Olsen. Agindo em grupos, essa grande equipe conseguiu debelar a ameaça marciana branca. Segundo o Caçador de Marte, essa seria a origem secreta, a missão que teria dado a idéia para formar a Liga depois da ameaça de Appellax

Superman e Lanterna então explicam ao Arqueiro que tudo isso era segredo para proteger o herói marciano e que quando eles se encontraram novamente para lutar contra os alienígenas de Apellax alguns meses mais tarde, eles simplesmente decidiram fazer que esse fosse o primeiro caso "oficial" da Liga.

Outras histórias que valem destaque desta fase são A Verdadeira Crise de Identidade”, onde a equipe enfrenta o Doutor Luz e a saga onde a Gangue da Injustiça troca de identidade com a Liga da Justiça. Essas histórias tornariam-se fundamentais para a criação da trama de Crise de Identidade.Justice League of America #200 reuniu um batalhão de artistas e mostrou além de uma resumida origem da equipe, o confronto entre seus membros. Na edição comemorativa, os alienígenas de Appellax retornam, tomando as mentes dos membros-fundadores, fazendo-os lutar contra os novos membros. Uma belíssima edição comemorativa com uma bela capa dupla criada por George Pérez.Por fim, uma invasão de marcianos, que culminou na danificação do satélite, era o fim da Fase do Satélite. Esta fase durou 14 anos. Todas as boas idéias haviam sido exploradas à exaustão. Era hora de algo novo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Maniacos por DC Comics, poste aqui sua opnião!